O SONHO VIROU REALIDADE!!

Boeing se prepara para entregar um número recorde de encomendas do 787 Dreamliner, seu novo e revolucionário avião de passageiros que está em fase de testes para certificação
O novo 787 Dreamliner, o avião comercial que promete mudar — para melhor — a forma com que estamos acostumados a voar. Assim como o inglês Comet e o Boeing 707, os primeiros jatos a transportar passageiros no mundo na década de 1950, o Dreamliner vai marcar uma era: a dos aviões de plástico supereficientes. Melhor dizendo, CFRP (Carbon Fiber Reinforced Plastic) que significa fibra de carbono processada com outras resinas.

Foto do Boeing 787

Foto do Boeing 787
foto externa Boeing 787

Cockpit Boeing 787

Interior Boeing 787

MÍNIMOS METEOROLÓGICOS PARA OPERAÇÃO VFR

MÍNIMOS METEOROLÓGICOS PARA OPERAÇÃO VFR

METAR - METEOROLOGICAL AVIATION ROUTINE

METAR - METEOROLOGICAL AVIATION ROUTINE

Simbologias

Simbologias

TIPOS DE NUVENS E PRESSÃO ATMOSFÉRICA

TIPOS DE NUVENS E PRESSÃO ATMOSFÉRICA

CARTAS AERONÁUTICAS (SIMBOLOGIA)

CARTAS AERONÁUTICAS (SIMBOLOGIA)

PARTES DA ACFT - AVIÕES

PARTES DA ACFT - AVIÕES

TABELAS DE NÍVEIS DE CRUZEIRO E ALFABETO FONÉTICO

TABELAS DE NÍVEIS DE CRUZEIRO E ALFABETO FONÉTICO

CIRCUITO DE TRÁFEGO PADRÃO

CIRCUITO DE TRÁFEGO PADRÃO

ILUMINAÇÃO DA PISTA

ILUMINAÇÃO DA PISTA

AEROPORTOS E TABELAS

AEROPORTOS E TABELAS

PROCEDIMENTOS DE ESPERA, ATIS E VOLMET

PROCEDIMENTOS DE ESPERA, ATIS E VOLMET

VELOCIDADDES PARA PROCEDIMENTOS DE APROXIMAÇÃO POR INSTRUMENTOS

VELOCIDADDES PARA PROCEDIMENTOS DE APROXIMAÇÃO POR INSTRUMENTOS

Alguns Vôos que fiz com o P32R-Sertanejo

Loading...

Aeronaves que voei:

AB11-Aeroboero 115,
P32R-Sertanejo,
P28T-Corisco Turbo;
C310-Cessna 310;
PA34-Seneca II e III;
BE55-Baron 55;
BE58-Baron 58,
C208-Caravan;
Boeing 737-700/800.

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Wind Shear

Um fenômeno meteorológico preocupante para a preocupação de uma aeronave em vôo são as “Tesouras de vento” também conhecidas pelas iniciais WS(do inglês Wind Shear), um fenômeno de difícil identificação ou percepção.

São fenômenos extremamente violentos que causam grande variação na velocidade e direção dos ventos fazendo com que a aeronave perca ou ganhe altura em frações de segundos.

Para se ter uma idéia da força gerada por uma WS, basta dizer que elas são capazes de tirar do eixo de decolagem uma aeronave de grande porte com 300/400 passageiros, carga e milhares de litros de combustível, fazendo-a parecer uma pluma.

Algumas aeronaves possuem um radar para a detecção da WS e nas cabeceiras de vários aeroportos pelo mundo estão sendo instalados radares que detectam e informam a presença destas “tesouras de vento” o que desaconselha o prosseguimento da missão.

As WS, são geralmente formadas a baixas altitudes, portanto mais sentidas durante os pousos e decolagens. Mas são também encontradas a 1000/5000/10000fts.

Recomendações de segurança: Chegadas bruscas de instabilidade, trovoadas, presença de nuvens de desenvolvimento vertical, encontro de brisas marítimas e terrestres, ventos fortes de superfície, ondas de montanha, inversão de temperatura, dentre outros, são indicativos da possível presença de WS e põem em risco as operações. Atenção quando algumas dessas condições forem identificadas.

(As pesquisas e os estudos a respeito dos fenômenos atmosféricos, estão longe de serem esgotadas e os fenômenos de serem definitivamente explicados).

Nenhum comentário: